Fonte: www.itaucultural.org.br

Pintora, gravadora e ilustradora, Selma Rodrigues Parreira, estuda desenho e plástica no Instituto de Artes da Universidade Federal de Goiás (de 1975 a 1979) e gravura em metal no Instituto Allende Guanajuato no México (1979). Entre as mostras de que participa, destacam-se: Salão Brasileiro de Arte Brasil-Japão, Goiânia, 1981 (Prêmio de Pintura); Salão Nacional de Artes de Goiânia, 1984 (Prêmio D. J. Oliveira); Salon 1990, Paris (França), 1990; Bienal de Artes de Goiás, no Museu de Arte Contemporânea de Goiânia,1993. Evento no Itaú Cultural: BR/80 Pintura Brasil Década 80, na Galeria Itaú Cultural de Brasília e de Goiânia, 1991.


NASCIMENTO
1955 - Buriti Alegre GO - 24 de abril

LOCAIS DE VIDA
1975 - Goiânia GO

FORMAÇÃO
1975/1979 - Goiânia GO - Estuda Desenho e Plástica no Instituto de Artes da UFG
1979 - México - Estuda Gravura em Metal no Instituto Allende Guanajuato

VIAGENS
1979 - México - A Estudos

ESCOLAS/MOVIMENTOS
Figurativo: Nova Imagem

GÊNEROS/TENDÊNCIAS
Composição com imagens, Composição Figurativa, Natureza-Morta


TEXTOS CRÍTICOS

"Interrogar o visível e capturar o imediato do sensível: são estes os procedimentos que constituem grande parte da produção pictórica contemporânea, através de especulações sobre seus meios. É desta maneira que a artista goiana Selma Parreira a ela se incorpora, na construção de uma linguagem plástica. O conjunto de suas obras deixa emergir o gesto instaurador de formas sobre a tela. São formas do humano, da natureza e dos objetos, não colocam em dúvida as aparências, ao contrário, os termos da pesquisa da artista são claros, como também a conquista de seu método; Selma Parreira explicita e demonstra os processos internos de uma elaboração pictórica. A construção pela cor, obtida pela ampla utilização de combinatórias do espectro (o arco-íris), se faz através de grandes manchas e de justaposições. Desta maneira, a artista cria condições para que o movimento e o espaço fluam; os suportes fixos se tornam campos dinâmicos, pertencentes ao reino energético. (...) Superposição de códigos, a pintura de Selma Parreira surge no contexto nacional sobrepondo a própria cultura goiana, de seus arquétipos à contemporaneidade."

Grace Maria Machado de Freitas

in SILVEIRA, Px; MACHADO, Betúlia. Arte hoje - o processo em Goiás visto por dentro. Px Silveira e Betúlia Machado. Maria José Silveira; Filipe José Lindoso e Marcio Souza. Rio de Janeiro, Marco Zero. (Coleção Multiarte).

Exposições realizadas
  • 1977/1978 - Goiânia GO - I e II Concurso Estudantil do Instituto de Artes da UFG - Menção Honrosa (1977) - Prêmio Incentivo (1978)

  • 1979 - Guanajuato (México) - Exposição de Gravura em Metal

  • 1981 - Goiânia GO - I Salão de Arte da Prefeitura de Goiânia

  • 1981 - Goiânia GO - III Salão Brasileiro de Arte Brasil-Japão - Prêmio de Pintura

  • 1983 - Tóquio, Atami, Kyoto (Japão) - Exposição Itinerante de Pintura

  • 1984 - Goiânia GO - Salão Nacional de Artes de Goiânia - Prêmio D. J. Oliveira

  • 1985 - Brasília DF - Individual, na Galeria Paulo Figueiredo

  • 1986 - Goiânia GO - Individual, na Multiarte

  • 1987 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Paulo Cunha

  • 1988 - Brasília DF - Individual, no Espaço Capital

  • 1988 - Goiânia GO - Coletiva, no Museu de Arte de Goiânia

  • 1989 - Paris (França) - Sete Artistas Goianos, na Brasil Inter Art Galeria

  • 1990 - Paris (França) - Salon 1990

  • 1991 - Goiânia GO - Individual, na Marina Potrich Galeria

  • 1991 - Brasília DF - Selma Parreira e Sonia Paiva, na Performance Galeria de Arte

  • 1991 - Brasília DF e Goiânia GO - BR/80 Pintura Brasil Década 80, nas Itaugalerias

  • 1993 - Goiânia GO - 3ª Bienal de Artes de Goiás, no MAC

  • 1998 - Goiânia GO - Os Anos 80, na Marina Potrich Galeria de Arte
  •   
      :: Conheça as obras do artista