SANATAN – (Gidel Alves Feitosa) Natural de Poxoréu/MT, nasceu em 1944 e reside em Goiânia desde criança. Iniciou o curso de Arquitetura na UCG e foi freqüentador do ateliê de DJ Oliveira, de onde obteve os conhecimentos para sua bem-sucedida carreira de pintor.
Apresentando sua última individual, a escritora Glória Drummond escreveu: “Podemos dizer que, nestes 25 anos de pintura, não há gases distintas. Há uma permanente , constante linearidade paisagística, como se a natureza fluísse de suas mãos, telas... Sanatan retoma a paisagem. Como São Francisco, preferiu os animais, flores, árvores. Descartou o elemento humano da paisagem. Não há mensagem. Talvez pela receptividade da própria natureza. Talvez para eternizar a beleza que perdemos, enquanto um discutível progresso vai penetrando nestes “Ermos e Gerais”, no planalto goiano.”
O pintor mineiro Inimá de Paula, comentando a obra do artista, afirmou: “Sanatan é um artista puro e simples como sua arte, e nas suas andanças por esse mundo afora sua arte vem cada vez mais se purificando. Ele é um mestre que vem renunciando a tudo que é supérfluo e assim adquirindo sabedoria. É um sábio que fala com o coração e domínio da mente.”
O poeta e jornalista Leonardo Carmo, escrevendo sobre a obra do artista, afirmou: “Para mim, na arte, Sanatan tem o mesmo valor do símbolo da água para os taoístas. Sanatasíntese sol/lua, dia/noite, quente/frio, céu/terra, o desenho harmonizado do arqueiro e da flecha.”
Exposições realizadas
  • Coletivas

  • - 1969/72: Galeria Azul de Goiânia.

  • - 1969: Artistas Goianos no Palácio da Cultura em Goiânia.

  • - 1976: Convidado para o IV Seminário de Esperanto, Brasília.

  • - 1979: VI Expo de Belas-Artes Brasil-Japão.

  • - 1980: Prêmio Aquisição no I Salão Centro-Oeste da Prefeitura de Goiânia.

  • - 1981: III Marco, em Brasília.

  • - 1981: 19 Artistas Goianos, Galeria Prestes Maia, São Paulo.

  • - 1982: Flumitum, Primeiro Salão de Arte do Rio de Janeiro.

  • - 1982: II Documento de Arte Contemporânea do Centro-Oeste, Brasília.

  • - 1983: IV Marco, Brasília.

  • - 1984: Mostra de Arte Goiana (Salão Negro do Senado Federal).

  • - 1985: Os Primeiros Quadros do Ano, MulitArte Galeria, Goiânia.

  • - 1986: Paisagem Brasileira Contemporânea, Brasília.

  • - 1987: Levante Centro-Oeste, Brasília (convidado).

  • - 1989: “Goiás, Um Olhar sobre a Arte Contemporânea do Brasil”, Dijon e Paris, França.

  • - 1989: Acervo do Museu Moa, Japão.

  • Individuais:

  • - 1980: Sala Frei Confaloni, Goiânia.

  • - 1982: Fundação Cultural de Brasília.

  • - 1983: Casa Grande Galeria de Arte em Goiânia.

  • - 1985/87: Félix Galeria de Arte em Goiânia.

  • - 1994: Museu de Arte Contemporâneo de Goiânia.

  • - 1998: Como convidado, participou da coletiva “60 Artistas nos 60 Anos do Jornal O Popular”, em Goiânia.
  •   
      :: Conheça as obras do artista